SOBERANIA DO ESTADO E A GLOBALIZAÇÃO: EM BUSCA DE UMA GOVERNANÇA GLOBAL AMBIENTAL

Autores

  • Danielle Mariel Heil Universidade do Vale do Itajaí – PMGPP/ UNIVALI, Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.37497/esa-sc.v3iOAB-SC.13

Palavras-chave:

Soberania do Estado, Globalização, Governança global, Ambientalismo

Resumo

Diante das transformações sociais, tecnológicas, econômicas e financeiras ocorridas na última parte do século XX, pós-guerra, a população mundial se encaminha rumo a uma nova Sociedade. Esse contexto reflete diretamente nas relações entre os Estados no âmbito internacional, junto ao fenômeno da Globalização desenfreada, que não obedece a parâmetros éticos e apresenta inúmeros desafios no cotidiano contemporâneo. O presente artigo se propõe a realizar uma reflexão acerca do clássico conceito de Soberania e sua transformação em prol da preservação ambiental global, defendendo a ideia de uma flexibilização do seu atual conceito, essencial para a efetiva garantia do Direito Humano à um meio ambiente ecologicamente equilibrado, através da Governança Global Ambiental.

Biografia do Autor

Danielle Mariel Heil, Universidade do Vale do Itajaí – PMGPP/ UNIVALI, Santa Catarina

Doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciência Jurídica da Universidade do Vale do Itajaí – Univali. Advogada, com atuação junto a Prefeitura Municipal de Brusque-SC. Pós-graduada em Direito Penal e Processual Penal. Especialista em Direito Constitucional e em Direito Ambiental. Mestre em Ciências Jurídica pela Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI, com dupla titulação pela Universidade de Alicante/Espanha (MADAS). Professora no Centro Universitário de Brusque – UNIFEBE e UNIASSELVI.

Referências

ARAÚJO JUNIOR, Miguel E. de; LIMA, Camila Cardoso. O Conceito Atual de Soberania e sua implicação no Direito Ambiental Internacional. Direito Ambiental e Socioambientalismo. Congresso Nacional do CONPEDI. Coordenadores Cláudia Torrelli, Paulo de Tarso Brandão. Florianópolis, 2016, p. 65. Disponível em: http://conpedi.danilolr.info/publicacoes/9105o6b2/t1724k8f/F2UeDYvI8G1Nk152.pdf.

ARNAUD, André-Jean. Governar sem fronteiras. Entre globalização e pós-globalização. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2007.

AZAMBUJA, Darcy. Teoria Geral do Estado. 44 ed. São Paulo: Globo, 2003.

BARROS, Alberto Ribeiro de. Direito e Poder em Jean Bodin: o conceito de soberania na formação do Estado Moderno. Tese apresentada na Universidade de São Paulo, para a obtenção do título de Doutor em Filosofia. São Paulo: USP, 1999, p. 210. Disponível em: https://www.mpba.mp.br/sites/default/files/biblioteca/direitos-humanos/direitos_humanos_stricto_sensu/rogerio_taiar_tese.pdf. Acesso em: 02 jan. 2022.

BECK, Ulrich. O que é a globalização? Equívocos do globalismo respostas à globalização. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

BELCHIOR, Germana Parente Neiva. Hermenêutica Jurídica Ambiental. [livro eletrônico] São Paulo: Saraiva, 2011.

BOSSELMANN, Klaus. O princípio da sustentabilidade: transformando direito e governança. trad. Phillip Gil França. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2015.

BRANDÃO, Paulo de Tarso. Transnacionalização e direitos fundamentais: uma difícil equação. In MONTE, Mário Ferreira; BRANDÃO, Paulo de Tarso (org.). Direitos humanos e sua efetivação na era da transnacionalidade: debate luso-brasileiro. Curitiba: Juruá, 2012.

BRANDÃO, Paulo de Tarso; TORRELLI, Claudia. O conceito atual de soberania e sua implicação no Direito Ambiental Internacional. V Encontro Internacional do CONPEDI. Uruguai. Direito Ambiental e Socioambientalismo III. Coordenadores: Claudia Torrelli, Paulo de Tarso Brandão – Florianópolis: CONPEDI. 2016, p. 63. Disponível em: http://conpedi.danilolr.info/publicacoes/9105o6b2/t1724k8f/F2UeDYvI8G1Nk152.pdf.

CIORICI, Érica Tatiane S. Governança Ambiental Internacional: redes como mecanismo de efetividade. Dissertação em Ciências Jurídico-Políticas na Universidade de Coimbra. 2017. Disponível em: https://eg.uc.pt/bitstream/10316/84092/1/%C3%89RICA%20CIORICI.pdf.

COLOMBO, Silvana. Da noção de soberania dos Estados à noção de ingerência ecológica. Revista de Direitos Fundamentais & Democracia. Curitiba, v. 1, n.1, jan/jun. 2007, p. 04. Disponível em: https://revistaeletronicardfd.unibrasil.com.br/index.php/rdfd/article/view/75.

CRUZ, Paulo Márcio. Da soberania à transnacionalidade: democracia, direito e Estado no século XXI. Itajaí: Univali, 2014.

CRUZ, Paulo Márcio. Democracia e Pós-Modernidade. Pensar, Fortaleza, v. 13, n. 2 p. 256-271, jul./dez. 2008. Artigo originalmente apresentado no XVI Encontro Preparatório do CONPEDI. Disponível em: http://hp.unifor.br/pdfs_notitia/2838.pdf. Acesso em: 11 dez. 2021.

DALLARI, Dalmo de Abreu. Elementos de Teoria Geral do Estado. 21. ed. São Paulo: Ed. Saraiva, 2011.

FERNANDES, Fernanda Sell de Souto Goulart; FERNANDES, Rodrigo. Supranacionalidade: necessária re(leitura) da soberania estatal e ordenamento jurídico internacional. Congresso Nacional do CONPEDI. Curitiba, 2016, p. 85. Disponível em: http://site.conpedi.org.br/publicacoes/02q8agmu/vb881w9b/yQh0c95UFw32pSF5.pdf.

FERRAJOLI, Luigi. A soberania no mundo moderno: nascimento e crise do Estado nacional. Tradução de Carlo Coccioli. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

FERREIRA FILHO, Manoel Gonçalves. Curso de Direito Constitucional. São Paulo: Saraiva, 1975.

GONÇALVES, Alcindo; COSTA, José Augusto Fontoura da. Governança Global e Regimes Internacionais. 1. Ed. São Paulo: Editora Almedina, 2011.

GIDDENS, Anthony. O Estado-nação e a violência. São Paulo: Edusp, 2001.

HEIL, Danielle Mariel; AMAYA, Cristine Ornella. O Direito e a Sociedade Digital. A sociedade digital transnacional no cenário da pandemia. Org. Emanuela Cristina Andrade Lacerda. Curitiba: Íthala, 2021.

HEIL, Danielle Mariel. A Flexibilização da Soberania diante da Humanização do Direito Internacional no Estado Contemporâneo. A efetivação dos Direitos Humanos e Fundamentais: caminhos e descaminhos. v. 1. Org. Vitor Amaral Medrado. São Paulo: Editora Dialética, 2022. Disponível em: https://loja.editoradialetica.com/humanidades/a-efetivacao-dos-direitos-humanos-e-fundamentais-caminhos-e-descaminhos-volume-1.

JUNIOR, José Alcebíades de Oliveira Junior; RAMINELLI, Francieli Puntel Raminelli. Revista Justiça do Direito. v. 32, n. 2, p. 235-255, maio/ago. 2018. Disponível em: http://seer.upf.br/index.php/rjd/article/view/8794.

LACERDA, Emanuela Cristina Andrade. A sustentabilidade e suas dimensões como critério de condicionamento e equilíbrio da propriedade privada. 2015, p. 144. Disponível em: https://www.univali.br/Lists/TrabalhosDoutorado/Attachments/68/Tese%20Emanuela%20Cristina%20Andrade%20Lacerda.pdf.

KUMAR, Krishan. Da sociedade pós-industrial à pós-moderna: novas teorias sobre o mundo contemporâneo. Tradução de Ruy Jungmann. Tradução do Capítulo I, Carlos Alberto Medeiros. 2. ed. ampl. Rio de Janeiro: Zahar, 2006.

MAZZUOLI, Valério de Oliveira. Soberania e a proteção internacional dos direitos humanos: dois fundamentos irreconciliáveis. In: Revista de Direito Constitucional e Internacional, n. 52, ano 13. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2005.

OLIVEIRA, Liziane P. S. A Soberania frente a Globalização. Revista do Programa de Mestrado em Direito do UniCEUB. Brasília, v. 2, n. 1, p. 202-225, jan./jun. 2005. Disponível em: https://www.publicacoesacademicas.uniceub.br/prisma/article/view/188.

PASOLD, Cesar Luiz. Função Social do Estado Contemporâneo. 4. ed. rev. amp. Itajaí/SC: Univali, 2013, p. 12. Disponível em: ebook http://siaiapp28.univali.br/LstFree.aspx. Acesso em: 14 ago. 2021.

PASOLD, Cesar Luiz. Metodologia da pesquisa jurídica: teoria e prática. 13. ed. rev. atual. ampl. Florianópolis: Conceito Editorial, 2015.

PINHEIRO, Ana Cláudia Duarte; BASSOLI, Marlene Kempfer. Sustentabilidade econômica e ambiental: um ideal da sociedade internacional. Revista Scientia Iuris, v. 9. Londrina, 2005, p. 109- 130. Disponível em: https://www.uel.br/revistas/uel/index.php/iuris/article/view/4044.

REZEK, José Francisco. Direito Internacional público: curso elementar. 7. ed. rev. São Paulo: Saraiva, 1998.

ROUSSEAU, Jean-Jacques. O contrato social. Tradução de Antonio de Pádua Danesi. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

SILVA, Roberto Carlos da Rocha. A hipótese de declínio da Soberania dos Estados Modernos: A crise Econômica na União Europeia como palco do poder de influência dos grupos econômicos e financeiros em relação à tomada de decisões dos Estados Europeus. Revista Faculdade Direito, Fortaleza, v. 34, n. 2, 2013. Disponível em: https://repositorio.ufc.br/bitstream/riufc/11817/1/2013_art_rcrsilva.pdf.

SOUZA, Maria Cláudia da Silva Antunes de. Por um novo modelo de Estado de direito ambiental. In: ESPÍRITO SANTO, Davi; PASOLD, Cesar Luiz (orgs.). Reflexões sobre teoria da constituição e do Estado. Florianópolis: Insular, 2013.

STAFFEN, Márcio Ricardo. Interfaces do Direito Global. 2. Ed. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2018.

STELZER, Joana. De soberano a Membro: o papel do estado inserido na dinâmica européia. Revista Novos Estudos Jurídicos. Universidade do Vale do Itajaí, Curso de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciência Jurídica. Ano 6. N. 11, Itajaí: Editora da UNIVALI, 2000.

TAIAR, Rogério. Direito Internacional dos Direitos Humanos: uma discussão sobre a relativização da soberania face à efetivação da proteção internacional dos direitos humanos. Tese de Doutorado em Direitos Humanos. São Paulo. 2009, p. 13. Disponível em: https://www.mpba.mp.br/sites/default/files/biblioteca/direitos-humanos/direitos_humanos_stricto_sensu/rogerio_taiar_tese.pdf.

TAVARES, Aderruan Rodrigues. A soberania e o Direito Internacional: análise do caso Guerrilha do Araguaia e da ADPF 153. Revista Eletrônica de Direito Internacional, Belo Horizonte, v. 10, p. 228-257, jan./jun. 2012. Disponível em: http://centrodireitointernacional.com.br/static/revistaeletronica/volume10/arquivos_pdf/sumario/Artigo%20-%20Aderruan%20Rodrigues%20Tavares.pdf. Acesso em: 12 set. 2021.

TORRES, Igor Gonçalves. O enfraquecimento do Estado Nacional como entidade reguladora do comércio exterior. Brasília, 1997, p. 134. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Departamento de Relações Internacionais. Universidade de Brasília. Disponível em: https://www.funag.gov.br/ipri/btd/index.php/10-dissertacoes/395-o-enfraquecimento-do-estado-nacional-como-entidade-reguladora-do-comercio-exterior.

TRINDADE, Antônio Augusto Cançado. A Humanização do Direito Internacional. Belo Horizonte: Del Rey, 2006.

VEIGA, José Eli da. A desgovernança mundial da sustentabilidade. São Paulo: Editora 34, 2013.

ZANETHI, Rodrigo Luiz; COSTA, Francisco Campo da. A participação e a importância da governança global ambiental e suas ferramentas no comércio internacional. Congresso Nacional do CONPEDI. Direito Internacional II. Florianópolis, 2018, p. 250. Disponível em: http://site.conpedi.org.br/publicacoes/34q12098/qmjz11a6/23BDz3VNf1iu1j0y.pdf.

Downloads

Publicado

2023-02-07

Como Citar

HEIL, D. M. SOBERANIA DO ESTADO E A GLOBALIZAÇÃO: EM BUSCA DE UMA GOVERNANÇA GLOBAL AMBIENTAL. Revista Eletrônica ESA-SC, Florianópolis (SC), v. 3, n. OAB-SC, p. e013, 2023. DOI: 10.37497/esa-sc.v3iOAB-SC.13. Disponível em: https://revistaesasc.org/esasc/article/view/13. Acesso em: 21 abr. 2024.